contratações ilegais

Prefeitura de João Alfredo PE completa 14 anos sem realizar concurso

Na auditoria das 859 contratações ilegais realizadas no exercício 2021 pela prefeitura de João Alfredo (processo 2110079-2), o relatório do TCE destacou o interstício que o município não executa concurso. São 14 anos. Apesar do prazo alongado, na prática não se verifica movimento concreto para se realizar novo concurso.

Importante mencionar que o concurso 2007 da prefeitura de João Alfredo foi embargado pelo próprio TCE por indícios de irregularidades. Na ocasião o certame ofertou 200 vagas com a banca ASPERSHS executando o concurso.

Segundo apuração do Jaula, a licitação para escolha da banca e que resultou na escolha da banca ASPERSHS foi de fachada. Além disso houve favorecimento de parentes de autoridades e de políticos do município, especialmente da então prefeita e de secretários municipais. Esse concurso foi anulado pelo Tribunal de Contas.

Neste sendo, na prática fazem mais de 14 anos que houve o último concurso. Na página 6 do anexo tem mais informações.

Posts relacionados
contratações ilegais

TCE-PE questiona Câmara de Vereadores do Recife por eventual burla a regra do concurso público

O Tribunal de Contas de Pernambuco, TCE-PE, analisou pedido de medida cautelar para suspender…
Leia mais
contratações ilegais

TCE identifica 859 contratações ilegais na Prefeitura de João Alfredo (exercício 2021)

O Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) auditou julgou no último dia 28/07 as contratações de…
Leia mais
contratações ilegais

Representante do MPCO apresenta requerimento contra leis estaduais de PE que efetivaram servidores sem Concurso Público

Processo SEI 3700000092.002367/2022-55 O Procurador Geral do Ministério Público de Contas…
Leia mais
Newsletter
Seja um Concurseiro

Inscreva-se na nossa newsletter e obtenha o melhor conteúdo sobre concursos de Pernambuco, feito sob medida para você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda?